Comer salicórnia, proteger as aves!

É nacional, de uma agricultura de proximidade! É bio e leva-nos a reduzir o consumo de sal. É saboroso e crocante! E, ao mesmo tempo, ao comermos salicórnia, estamos a contribuir para a protecção da biodiversidade do Estuário do Tejo e de muitas espécies de aves ameaçadas.


O projecto Salina Greens surgiu em 2017 com o objectivo de valorizar cada elemento do ecossistema das salinas através da agricultura biosalina. Traz de volta variedades ancestrais nativas, optimiza a sua produção em ambiente natural e desenvolve novos produtos locais, como a salicórnia e a sárcocórnía. Garantindo a conservação da estrutura e biodiversidade do ecossistema "salina", são produzidos alimentos de alta qualidade e valor nutritivo.

Mas não é tudo! As antigas salinas de Alcochete são Zona Especial de Protecção para as aves. Cabe-nos a todos garantir a sua conservação para as gerações futuras. Destas estruturas centenárias, depende a sobrevivência de centenas de espécies de aves selvagens cada vez mais ameaçadas. Com as margens do estuário fortemente modificadas por acção do homem, as zonas naturais acima da linha de maré desapareceram, sendo as salinas e os arrozais, as últimas áreas de refúgio de preia-mar de milhares de espécies marinhas. As salinas, especificamente, são o habitat, local de refúgio e de nidificação de muitas espécies.



Apoiarmos o projecto Salina Greens, da bióloga Márcia Pinto, é contribuirmos para a preservação dessas espécies protegidas no estuário do Tejo. Enquanto protegemos também a nossa saúde!

Agora disponíveis na nossa loja: a Salicórnia, a Sarcocórnia e a flor do Espinafre-do-mar. São plantas que funcionam como substitutos saudáveis do sal de cozinha - 100 por cento vegetais e especialmente benéficos para quem sofre de hipertensão.

Plantação de salicórnia nas salinas de Alcochete


47 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo